Sampa, São Paulo, SP.

29 04 2009

1611414-avenida_paulista_at_night-sao_paulo

Darei umas voltinhas em Sampa por estes dias, ficarei um pouquinho sumida. Com certeza renderá alguns posts esta visitinha a terra da garoa.

Outro post, porém para volta, pois estou atrasada já,  desde que sentei aqui,rs.

Será sobre a Madame Bovary, esta mulher descrita tão bem por Flaubert merececonsideração.

Bom, a todos, belos e estranhos dias! Até breve.





Spin?!

28 04 2009

Cada um tem sua cabeça, cada cabeça tem um funcionamento, cada um alinha seus spins mentais de acordo com os campos dos seus sentimentos.
Tem gente que só pensa em dinheiro, em valores, em riqueza. Tem gente que é patologicamente curiosa. Tem gente que implica com tudo. Tem gente que é divertida. Tem gente que é um amor.
Quem tem blog, página no Orkut, site, sabe a aventura que é publicar textos e receber respostas.
Você posta uma coisa simples e corriqueira como ‘comprei um lindo buquê de flores’ e cada um comenta de acordo com sua personalidade, como estas respostas de ficção que inventei a título de ilustração.

O GANANCIOSO:- Nossa! Deve ter custado uma fortuna!

O CURIOSO:- E pra quem era?

O HIPOCONDRÍACO:- Sou alérgico a flores!

O INVEJOSO:- Tá podendo, hein…!

O DETALHISTA:- Rosas ou flores do campo?

O COMPLEXADO:- Humpf! Comprar flores é coisa de madame!

O IMPLICANTE: – Esse blog já foi melhor! O que isso interessa para o mundo?

O AZEDO: -Com tanta criança passando fome você gasta dinheiro com flores! Vergonha!

O AMARGO: – Pra mim ninguém dá flores….

O ÁCIDO: – É pro túmulo de quem?

O CHATO: – Então você comprou um pleonasmo porque se é buquê só pode ser de flores…

O AMIGÃO: – Puxa! Que legal! Manda o endereço da loja, o tipo de flor e o preço? Quero comprar também!

O INTERESSADO: -Posta a foto!

O ENCICLOPÉDICO: -Originalmente buquê é grafado como ‘bouquet’, em francês e significa ‘pequeno bosque’. Seria melhor você escrever ‘ramalhete’.

O DELIRANTE: -A blogueira deve ter falado mal de alguém, tomou um toco, está se sentindo culpada e agora vai mandar florzinha pra inimiga! Tomara que ela jogue as flores de volta na cara dela!!!

O DIVERTIDO: -E como você vai mandar as flores pra mim se você não tem meu endereço? kkkkkk!

O FILOSÓFICO: – Comprar flores é sempre um gesto de amor…

O COINCIDENTE: -Não acredito? Sério? Eu acabei de comprar um lindo buquê de flores também!

O EXIGENTE: -Acho uma falta de respeito você não dar informações precisas a seus ‘queridos’ leitores. Como jornalista você deveria dizer que quantas e quais flores comprou, quanto pagou e colocar o link da empresa que vendeu. É o mínimo.

O CONSELHEIRO: -Rô, não fala que você comprou flores porque as pessoas vão achar você frívola, arrogante e exibida. Não precisa publicar este comentário, tá? Beijo.

O DESAFETO: -Tomara que sejam rosas e você se espete nos espinhos!

O EMPREENDEDOR: -Sou dono de uma floricultura! Da próxima vez compra na minha!

O TÍMIDO:-Não costumo comentar mas adoro flores por isso resolvi dar um ‘oi’. Oi.

A POBRE DE ESPÍRITO:- Buquê de flores? Nossa, que brega!

O ANÔNIMO: -Tomara que murche logo.

O OPORTUNISTA: -Veja um post sobre flores muito melhor que esse em http://visitemeublog.porfavor.com.br

O NEURÓTICO: – Jabá?

O IMAGINATIVO: – Homenagem a Geraldo Vandré? ‘Pra não dizer que não falei de flores?’

fonte: Querido leitor





Ligando os … ou melhor os blogs

29 03 2009

Segui o conselho de Steve Jobs e “liguei os pontos”, ou melhor, os blogs.
Em minhas andanças pelo ciberespaço, visitei dois blogs:Em busca de Zaratustra e Meu fichário, ao ler o post de cada um notei que se tratavam do mesmo assunto, porém com abordagens diferentes mais opiniões semelhantes.
Pensei em abordar o assunto também, porém me achei tão impressionada pelo outros que havia lido que nem o fiz. Mas não ficou por isso, em outro dia, em outra visita, há outra casinha virtual “Blog do Tas”, novamente o mesmo assunto.
Então, não tive muita saída e aqui estou eu falando da tímida Educação, que me incomodou esta semaninha.
Para mim a Educação é sim solução para a maioria de nossos problemas. Aliás, se não for para todos. E apostaria todas as minhas fichas nela e mais colocaria minhas mãos no fogo.
Acredito que uma boa formação social e intelectual colabora para o desenvolvimento em todas as áreas, contudo não são todos os que pensam assim. Na realidade os que deveriam pensar e colocar em prática são os mais incrédulos e também nós que acreditamos não fazemos muito. Precisamos admitir que todos tem uma parcela de culpa pra tudo chegar onde chegou, ou melhor não chegou ainda, há um futuro grande pela frente.
De fato, ninguém faz nada. Esperneamos, ficamos indignados, sabemos que há o problema e conhecemos a solução, porém não aplicamos. Somos acostumados, adestrados, anestesiados, desacreditados.
Será que se tivéssemos mesmo a oportunidade de proporcionar e desfrutar de uma educação sem fronteiras e preconceitos, que se adequasse a cada indivíduo explorando assim o que cada um tem de bom e diferente, tudo mudaria? Estaríamos em uma sociedade mais igualitária e justa?
As perguntas sempre são bem vindas, pelo menos para mim, acho que duvidar das coisas nos faz enxergar mais além, nos traz novas possibilidades ou nos mostra as que não enxergamos de primeira.
No momento tenho só as perguntas, não sei as respostas, mas as busco se não encontrá-las pelo menos tentei e/ou encontrarei respostas para perguntas antigas e/ou novas perguntas para novas respostas.
Deixo aqui, a palestra de Sir Ken Robinson, pesquisador inglês, sobre educação. Para saber mais visite a casinha do Tas, que rima infeliz, rs.

Casinhas:
Em busca de Zaratustra
Meu fichário
Blog do Tas





Bom dia, Brasil.

29 03 2009

doente2

É me refiro ao jornal da manhã que é exibido na Globo, hoje o assisti, não por preferência ou costume, mas por estar doente, tudo indica que seja uma virose porém ela veio casada com uma inflamação na glândula interna do meu olho, popularmente conhecido como “bunitinho”. Fora isso, ta tudo ok, como me disse um amigo:

“Dias bons, dias ruins, dias mais, dias menos.”

Vamos às noticias, afinal nem todos tiveram o privilégio de ficarem doente e assistirem as notícias da manhã, que provavelmente estarão repaginadas nos jornais da tarde e da noite.

A primeira notícia que recebi pela manhã não foi digerida ainda, apesar de ser real e acontecer com freqüência casos assim.

Era sobre o aborto de uma menina de nove anos que estava esperando gêmeos, o padrasto da menina como principal suspeito foi preso e há suspeita que os abusos tenham começado desde os seis anos de idade.

É chocante, eu sei, mas é fato que as 15 horas eu já nem sinta tanta indignação, se é que a sinto. Afinal somos todos anestesiados contra as mazelas do homem e por isso continuamos compactuando com esses crimes.

Outra que me chamou a atenção foi à volta aos palcos de Michael Jackson, de inicio estão programados dez shows que talvez se tornem uma turnê mundial, não se sabe realmente se é uma necessidade financeira ou a saudade que o fez retornar. Segundo ele, os últimos shows de sua carreira. Bom, eu não vou conferir nenhum dos shows, com certeza, não tenho money e não curto muito, mas os que apreciam, aproveitem.

Calor derrete asfalto no Paraná.

Pois é, não é só em minha cidade que está insuportável de se viver.

Em Paranavaí o asfalto virou lama, na verdade virou chiclete, pois quando os pedestres andam nas ruas os calçados resistem a sair do lugar. É bem chatinho, não convém, mas já dizendo, já andei em rua recém asfaltada e acontecia a mesma coisa irritante.

Segundo os técnicos houve um erro na camada asfáltica da cidade. Mas será mesmo?

Daí pra frente às notícias só foram melhorando, exemplo:

Bandidos assaltaram arsenal da polícia em São Paulo, o melhor é que o relatório oficial ainda não foi apresentado, ou seja, não se sabe ao certo o tamanho da desgraça. Tudo bem, minha cidade não esta tão pertinho assim de Sampa, mas creio eu que de alguma forma seremos prejudicados com isso. É a tal lei de Murphy

“Se alguma coisa pode dar errado, dará. E mais, dará errado da pior
maneira, no pior momento e de modo que cause o maior dano possível.”

Ta tudo muito bom, muito light. Eu iria falar do Sudão, vi uma matéria especial sobre este país, que é o maior da mãe África e que pra variar vive em pé de guerra. Mas chega de boas noticias, quem se interessar acesse o link do Bom Dia, por favor.

Pra terminar, OSESP.

O que? Quem? Quando? Onde? É uma nova marca? Um novo bloco econômico?

Acertou quem falou que é algo relacionado a São Paulo e quero deixar bem claro que estou brincando com minha própria ignorância, pois não sabia ao certo do que se tratava.

Novo regente da OSESP é aplaudido de pé na primeira apresentação

Yan Pascal Tortelier assume interinamente a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, depois da conturbada saída do maestro John Neschling.

Não sei quem é e também não o conheço, mas na matéria dizia que era filho de um renomado músico e que irá reger 20 dos 31 concertos da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, foi apelidado de ‘gentleman’ e viverá na ponte aérea Brasil e França.

Eu acho que será um pouco caro, mas afinal ele é bom e o que é bom às vezes sai caro e às vezes também vale à pena.

Gostei muito de algo que ouvi na entrevista e vou socializar.

Para ele, música nunca deveria causar conflitos. Pelo contrário, é feita para trazer o melhor de nós.

Ver todos aqueles músicos tocando com prazer e vigor, e o regente com autoridade diante deles, me deu uma certeza incerta, de um dia poder vê-los.

Enquanto isso permanece em mim a vontade. É como dizem por ai, a gente não paga por sonhar e eu sou uma sonhadora por essência.

A todos, um belo e estranho dia!

Foto
Notícias.





Experimentos 1#

29 03 2009

estrelas1

1,2,3…Testando, testando….

Primeiro contato, primeiro post, primeira impressão.

Admirável mundo novo. Preciso me adaptar.

………………………….

De cara vai uma dica: Franz Kafka, A Metamorfose. Leitura em andamento, opnião em formação, possível post.

Para ouvir: Vanessa da Mata, Amado. Voz de veludo.

A todos, um belo e estranho dia!

fui-me